• Chat

    Programa de Parceiros: O nosso fórum está com um novo programa de parcerias! Para saber mais, clique aqui.
    Vagas na equipe: Estamos com vagas em nossa equipe Primária & Secundária do fórum! Para se inscrever, clique aqui.
    Carregar mais mensagens
    Você não tem permissão para conversar.
Entre para seguir isso  
Facebook

notícia Haddad é denunciado por corrupção, quadrilha e lavagem de dinheiro

7 posts neste tópico

Por favor, registre-se ou entre para visualizar isso./monthly_2018_10/hmw4IKm.png.d458dda72cb52acdea53caeb69bd5239.png" width="500" />

 

HADDAD É DENUNCIADO POR CORRUPÇÃO, QUADRILHA E LAVAGEM DE DINHEIRO


╭───── • ◆ • ─────╮╭───── • ◆ • ─────╮╭───── • ◆ • ─────╮╭───── • ◆ • ─────╮

 

13out2017---entrevista-com-fernando-haddad-1507932521664_615x300.jpg
Promotoria paulista denunciou Haddad duas vezes em duas semanas

Notícia Atualizada - 08/10/2018 - SP

 

Ex-prefeito de São Paulo e vice na chapa presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Fernando Haddad (PT) foi acusado nesta segunda-feira (3), pelo MP-SP (Ministério Público de São Paulo), de ter cometido os crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. A denúncia aponta que ele teria recebido, de maneira indevida, R$ 2,6 milhões da UTC Engenharia.
 

A denúncia foi apresentada pelo promotor Marcelo Batlouni Mendroni, do Gedec (Grupo de Atuação Especial de Repressão à Formação de Cartel e à Lavagem de Dinheiro e de Recuperação de Ativos).

 

Em nota, a assessoria de imprensa de Haddad disse que a denúncia não tem provas e que se surpreende com as ações propostas pelo MP (leia mais abaixo). "É notório que o empresário já teve sua delação rejeitada em quase uma dezena de casos e que ele conta suas histórias de acordo com seus interesses", infromou a desefa do ex-prefeito. Esta é a segunda vez que o MP do estado de São Paula denuncia Haddad em uma semana.

 

As duas denúncias da Promotoria têm como base a delação do presidente da UTC Engenharia Ricardo Ribeiro Pessoa. Segundo a acusação apresentada ontem, entre abril e maio de 2013, o presidente da empreiteira teria recebido um pedido do então tesoureiro nacional do PT, João Vaccari Neto, de uma quantia de R$ 3 milhões, que serviria como pagamento de uma dívida de campanha do recém-eleito prefeito. Os valores teriam sido pagos meses depois. "A captação e distribuição de recursos ilícitos se desenvolveram através de um esquema montado pela própria UTC, primeiramente por contratos de prestação de serviços fictícios e/ou superfaturados, de forma que os valores ou a diferença retornassem à UTC, mas para "uma conta de Caixa 2" que detinham com [o doleiro] Alberto Youssef. Depois, Youssef entregaria parte do valor em dinheiro espécie", relata a denúncia. Ainda de acordo com a denúncia, o esquema para captação e transferências de dinheiro foi estruturado a partir de gráficas. Algumas, eram verdadeiras, e outras pareciam ser de fachada, de acordo com a acusação.
 

"Funcionando tanto para o giro de financiamento de campanhas eleitorais em Caixa 2 como também para a dissimulação da origem de recursos ilícitos decorrentes de propinas", aponta a acusação.

 

Citar

Nesse contexto de dissimulação, ocorreu o pagamento, em parcelas, da vantagem indevida no valor de R$ 2,6 milhões, de forma direta em favor do PT (Partido dos Trabalhadores) e de forma indireta em favor do ex-prefeito Fernando Haddad (mandato exercido de 2013 a 2016).

 

Denúncia do Ministério Público de SP No último dia 27 de agosto, o MP já havia denunciado Haddad por improbidade administrativa. Segundo a acusação, feita pelo promotor Wilson Tafner, o petista foi "beneficiário do proveito de vantagem ilícita" e teria enriquecido ilicitamente de maneira indireta em razão do pagamento de dívidas de sua campanha na disputa paulistana em 2012, quando foi eleito.

Uma semana antes, o ex-prefeito virou réu em processo de improbidade administrativa que corre na Justiça paulista. Segundo a acusação, houve uma série de irregularidades na construção de uma ciclovia em São Paulo. O petista nega qualquer irregularidade. 

A nova denúncia e a ação em que o ex-prefeito é réu não o impedem de ser candidato na eleição. Na última pesquisa Datafolha, em cenários onde substitui Lula, Haddad aparece com 4% das intenções de voto.

A assessoria de imprensa de Haddad informou que a denúncia não tem provas e que se surpreende com as ações propostas pelo Ministério Público a partir de "narrativas do empresário Ricardo Pessoa, da UTC". Em nota, ainda, a equipe de Haddad informou que na condição de prefeito, o petista contrariou interesses da empreiteira na cidade.

A senadora e presidente do PT, Gleisi Hofmann, também se manifestou sobre a denúncia, a qual considerou fake news. "Começaram a fazer denúncias fakes contra o Haddad, umas barbaridades."
 

╭───── • ◆ • ─────╮╭───── • ◆ • ─────╮╭───── • ◆ • ─────╮╭───── • ◆ • ─────╮

 

Atenciosamente,
Membro, Facebook
Fonte e retiração de Nathan Lopes de UOL - SP

 

Editado por Facebook

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa notícia.

Porém, você simplesmente copiou de um site e colou aqui, caso queira apresentar um trabalho bem feito, 

busque pelo fórum por exemplos de trabalho.

Esqueci de uma coisa, coloque fontes no final.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
15 horas atrás, Catines disse:

Boa notícia.

Porém, você simplesmente copiou de um site e colou aqui, caso queira apresentar um trabalho bem feito, 

busque pelo fórum por exemplos de trabalho.

Esqueci de uma coisa, coloque fontes no final.

Se não está vendo, os créditos do mesmo está no final do tópico, recomendo ler atentamente para não falar bobagens depois.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar Agora
Entre para seguir isso